segunda-feira, 22 de novembro de 2010

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Gaia

Ela chama-se Gaia,
Será a nossa primeira cobaia
Muito amada, amada.
Dona Gaia
Vai gostar de gandaia,
Mas sem maracutaia.
Princesa Gaia,
De saia vai encantar o mundo,
Ou será de minissaia?
Doce Gaia,
Vai ser uma papagaia,
Só se calará com papaia.
Minha Gaia
Muito gaiata,
Vai adorar uma praia.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Toc Toc

Toc Toc
- Quem está aí?
- Sou eu, já estou quase pronta!
- Pronta? Pronta pra quê?
- Para descobrir toda uma vida! Abre logo!
- Calma, precisamos de mais um tempinho!
- Pra quê? Eu quero sair! Estou quase ficando sufocada!
- Precisamos terminar de nos arrumar, flor...
Toc Toc
- Mas eu quero sair, tenho certeza de que já estou pronta!
- Você está quase pronta, mas, definitivamente, quem não está pronta sou eu!

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Ontem e hoje

Ontem vivia no meu mundo.
Um mundo particular e individual.
Hoje meu mundo é plural:
Nosso mundo...
Ontem minha barriga
apontava para o passado.
Hoje ela projeta o futuro.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Menino ou menina?

Gaia, deusa grega da terra, mãe dos ciclopes e dos titãs, com formas voluptuosas...
Dante, permanente, duradouro, uma comédia divina que foi do inferno ao paraíso...
Menino ou menina?
Sonhei com Dante, um bebê branquinho, coberto por uma manta azul clara, era carequinha... Eu não sabia o dia exato em que ele tinha nascido. Isso me preocupava: como fazer o mapa astral sem data e hora? Eu tentava amamentá-lo pela primeira vez já na rua. Que vergonha de colocar o peito pra fora, assim sem cerimônia... Sentia dificuldades, não conseguíamos nos entender muito bem e ele quase caiu no chão de tão desajeitada que eu estava. Enxoval? Que enxoval? Eu notava que ainda não tinha nada... Foi um corre-corre para comprar tudo de última hora.
Menino ou menina?
Sonhei com Gaia ainda na barriga. Todos os exames indicavam que era menina. Eu, toda feliz com minha florzinha, desenhava o nome dela de todas as formas, com formas generosas, e escrevia mil vezes meninA... Gaia, minha deusa, deusa da mãe que é terra, menina de natureza forte que nasce após o caos. A avó já sonhou com ela. Era uma menina falante de cerca de dois anos. Os cabelos escuros e levemente ondulados, como os da mãe, e os olhos eram iguais aos do pai, grandes e claros. Uma princesa.
Menino ou menina?
Pela suposta data será aquariano, amante do ar, igualzinho ao pai, e ambos acabarão levando a mãe terra para o céu. Será uma pessoa reflexiva, independente, individual, amante da liberdade. E assim queremos.
Gaia ou Dante? Menino ou menina?
Agora falta pouco para descobrir quem é você, meu amor.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Em uma fila

- Você está grávida? (com cara de cu).
- Sim (com cara de anjo).
- Ah... Achei que era fortinha... (com cara de pau).

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Viagem sem fim

Três meses de pouca barriga,
Mas muita fadiga.
Cansaço físico e mental,
No entanto, amor incondicional,
Sobrenatural, sem igual.
Ainda faltam seis meses
Para me acostumar com a ideia
Da nova odisseia que vou enfrentar.
Mais um coração para cuidar.
Mais uma vida para olhar.
Ao meu lado um anjo, um pai, um amor,
Que embarcou comigo sem temor
Nessa grande e louca viagem sem fim.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Quem é você?

Quem é você que me lê?
O que quer saber?
Histórias de uma vida
Bem resolvida.
Contos da carochinha
E, com certeza,
Muita abobrinha.
Quem é você que me lê?
O que quer saber?
Mais de mil
Estiveram por aqui
Tentando descobrir
Se a puta já pariu.
Não, ainda faltam oito meses....
Quem é você que me lê?
O que quer saber?

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Frio na barriga

Estou às voltas com um frio na barriga...
Não sei exatamente o porquê.
Uma sensação esquisita que me deixa indecisa.
E eu, escolho viver.
Da onde vem esse frio na barriga que percorre o meu ser?
Será o trabalho que atravessa o meu dia?
Será as amarras da burocracia pré-estabelecida?
Será a insegurança das trilhas ainda não percorridas?
Estou às voltas com um frio na barriga.
Ali, nas entranhas, ele insite em ficar.
Entre o infinito de cada célula o frio está.
Estou às voltas com um frio na barriga.
Estou às voltas com um filho na barriga...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Pé na estrada

Como gosto de viajar...
Extrapolar limites,
Me entregar.
Estar, por instantes,
Em outro lugar.
Descobrir novas viagens,
Conhecer além do mar,
além do ar...
Quero respirar o ar
de belas paisagens.
Viajar para sonhar.
Ahhhhh

terça-feira, 27 de abril de 2010

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Salão de Abril

A cidade de Fortaleza ganha mais um presente, no mês em que comemora seus 284 anos: o 61º Salão de Abril, que será aberto no dia 16, na Galeria Antônio Bandeira, ocupando, em paralelo, espaços não-convencionais de fruição artística, como o Passeio Público e as ruas Senador Alencar e Major Facundo. “De abrangência nacional e cada vez mais descentralizado, o Salão de Abril, na verdade, é um convite para que a arte possa estar em todos os lugares”, disse a secretária de Cultura de Fortaleza, Fátima Mesquita.

A 61ª edição do Salão de Abril dá continuidade ao tema da edição anterior “Qual o lugar da arte?”. Foram mais de 400 obras inscritas, de 19 estados brasileiros. Entre os 30 selecionados, estão pinturas, fotografias, instalações, intervenções urbanas, esculturas, desenhos, performances, objetos e vídeos.

A fotografia de Tiago Primo, "Capela Piscina", é uma das selecionadas.



E a "Pintura Expandida" de Pedro Meyer é outro destaque da mostra.


Abertura: 16 de abril, 19h
Local: Galeria Antônio Bandeira
Exposição: 16/04 a 30/05
http://www.salaodeabrilfortaleza.com.br/

quinta-feira, 1 de abril de 2010

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Perdão

Eu posso perdoar, sem pestanejar.
Basta pedir com jeitinho,
Que, rapidamente,
me entrego ao seu carinho.
Eu sei perdoar,
Tenho esse dom
De sempre amar.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010