quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

No próximo ano...

Não quero cobranças.
Quero confiança
Não quero sofrer com o passado.
Quero trilhar um novo caminho.
Não quero peso sobre os ombros.
Quero Gaia no chão.
Não quero medo e insegurança.
Quero o gostoso frio na barriga.
Não quero canseira.
Quero ócio na veia.
Não quero ficar velha.
Quero a novidade, quero a nova idade.
Não quero perder tempo.
Quero ganhar tempo.
Não quero perder a razão.
Quero paz e amor no coração.
Não quero amigos distantes.
Quero amigos constantes.
Não quero amor bandido.
Quero amor tranquilo.
Quero viver o lado bom da vida.
Quero o universo e todo o resto!


Feliz 2012! Feliz vida feliz...

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

terça-feira, 27 de setembro de 2011

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Tô na sua

Tô na sua
Sua cama
Nua e crua
Toda sua

Tô na sua
Sua cabeça
Não esqueça
Toda sua

Suada, amada
Pelo amor, enlaçada.

Minha Princesa Cordel

Minha princesa
Quanta beleza coube a ti
Minha princesa
Quanta tristeza coube a mim
Na profundeza
O amor cavou
O amor furou
Fundo no chão
No coração do meu sertão
No meu torrão natal
Meu berço natural
Meu ponto cardeal
Meu açucar, meu sal

Oh, meu guerreiro
O teu braseiro me queimou
Oh, meu guerreiro
Meu travesseiro é teu amor
Meu cangaceiro
Que me pegou
Me carregou
Que me plantou no seu quintal
Me devolveu
Minha casa real
Minh'alma original
Meu vaso de cristal
E o meu ponto final

Nossos destinos
Desde meninos dão-se as mãos
Nossos destinos
De pequeninos eram irmãos
E os desatinos
Também tivemos que vivê-los
Bem juntinhos
E os caminhos
Nos trouxeram para este lugar
Aqui vamos ficar
Amar, viver, lutar
Até tudo acabar

Gilberto Gil

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Livros

Livros
Despertam a minha libido
Objeto límpido, ilustre
Ideal para lambuzar os ideais.
Livros
Letras que saltam do limbo
Formam palavras, dão liga
Libertam os leitores dos limites do tempo.
Livros
Cantados colorem o lindo lábio partido
Limam a vida linear
Te levam pra variar (ou vadiar?).
Livros perfeitos
Para lagartear.
Livros perfeitos
Ensinam a amar.

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Que homem é esse?

Que homem é esse
Incansável e amoroso,
Que canta ao acordar,
Que ama sem pensar?
Que homem é esse
Homem-único,
Homem pai e mãe,
Que abre o coração,
Que explode de emoção?
Que homem é esse
Talentoso e versátil,
Que cuida com amor
Que é cheio de vigor?
Que homem é esse
Apaixonante e deslumbrante
Que escolheu viver ao meu lado
Seja qual for o lado?
Que homem é esse
Que dorme e acorda comigo,
Que ama o meu umbigo?
Que homem é esse?
É meu homem, meu amor,
Meu Gui.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Desejos

A Deusa da Terra me prende à terra.
Porém, dessa vez eu,
Uma mulher de terra,
Quero águal, sal e sol,
Quero mar!
A mulher de terra quer se molhar!

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Filhos são do mundo

José Saramago

Devemos criar filhos para o mundo. Torná-los autônomos, libertos, até de nossas ordens. A partir de certa idade, só valem conselhos.

Especialistas ensinaram-nos a acreditar que só esta postura torna adulto aquele bebê que um dia levamos na barriga.

E a maioria de nós pais acredita e tenta fazer isso. O que não nos impede de sofrer quando fazem escolhas diferentes daquelas que gostaríamos ou quando eles próprios sofrem pelas escolhas que recomendamos.

Então, filho é um ser que nos emprestaram para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. Isto mesmo!

Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é se expor a todo tipo de dor, principlamente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de perder algo tão amado.

Perder? Como? Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo!

Então, de quem são nossos filho? Eu acredito que são de Deus, mas com respeito aos ateus digamos que são deles próprios, donos de suas vidas, porém, um tempo precisaram ser dependentes dos pais para crescerem, biológica, sociológica, psicológica e emocionalmente.

E o meu sentimento, a minha dedicação, o meu investimento? Não deveriam retornar em sorrisos, orgulho, netos e amparo na velhice? Pensar assim é entender os filhos como nossos e eles, não se esqueçam, são do mundo!

Volto para casa ao fim do plantão, início de férias, mais tempo para os filhos, olho meus pequenos pimpolhos e penso como seria bom se não fossem apenas empréstimo! Mas é. Eles são do mundo. O problema é que meu coração já é deles. Santo anjo do senhor...

É a mais concreta realidade. Só nos resta a nós, mães e pais, rezar e aproveitar todos os momentos possíveis ao lado das nossas 'crias', que mesmo sendo 'emprestadas' são a maior parte de nós!!!

"A vida é breve, mas cabe muito nela muito mais do que somos capazes de viver".